Minha foto
Advogado com atuação exclusiva na área de direito médico e da saúde. Especialista em Responsabilidade Civil na Área da Saúde pela FGV-SP. Pós-graduado em Direito Médico e da Saúde. Coordenador do curso de Pós-graduação em Direito Médico da Escola Paulista de Direito (EPD). Presidente da Comissão de Direito Odontológico e da Saúde da OAB-Santana/SP. Docente convidado dos cursos de Especialização em Odontologia Legal da FORP-USP (Ribeirão Preto/SP), da ABO-GO (Goiânia), da ABO-RS (Porto Alegre) e da FO-USP (São Paulo/SP). Docente convidado da FUNDECTO no curso de Perícias e Assessorias Técnicas em Odontologia. Docente convidado do curso de Bioética e Biodireito do HCor. Docente convidado de cursos de Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde (Einstein, Inspirar e UNISA). Especialista em Seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Médico, Cirurgião-dentista, Hospital e Laboratório. Autor da obra: "COMENTÁRIOS AO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA - Resolução CFM nº 1.931/2009". Mestrando em Odontologia Legal e Deontologia pela UNICAMP (FOP).

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Menina de 8 anos morre por insuficiência respiratória e médico descobre estupro após necropsia; polícia investiga

Caso aconteceu na cidade de Buritirama, no oeste do estado. Polícia investiga autoria do crime.

Uma criança de 8 anos morreu no último sábado (29), em Buritirama, no oeste da Bahia, por insuficiência respiratória em decorrência de uma infecção. Após a morte, foi descoberto que a menina foi estuprada e que a infecção surgiu em uma perfuração intestinal causada pela violência.

Segundo o delegado Mirosvaldo Menezes, responsável por investigar o caso, a criança era saudável, e há cerca de 15 dias apresentava dificuldades para respirar. "No dia 27 houve um agravamento do quadro clínico e ela foi levada para a emergência do hospital da cidade. Por fim, a garota foi transferida para o HO [Hospital do Oeste] e acabou falecendo".

De acordo com o delegado, o estupro só foi descoberto na necropsia. "Quando se fez o exame foi constatada a perfuração no intestino. Além disso, o médico legista identificou vestígios intensos e lesões grandes de atividade sexual na vagina e ânus da criança, e isso causou a perfuração", explicou.

Com base nos exames, o legista concluiu que os problemas para respirar que a menina apresentava foram decorrentes da infecção. À polícia, o médico disse que a perfuração deve ter ocorrido entre 7 e 10 dias antes de a garota dar entrada no hospital. O corpo dela foi enterrado no final tarde de domingo (30).

O delegado disse que a suspeita é de que o autor do crime seja da própria família da criança. A perícia aguarda resultado de coleta de material para tentar encontrar vestígios que possam identificar traços de DNA do suspeito. O delegado evitou falar nomes para não atrapalhar as investigações.

Fonte: http://g1.globo.com/bahia/noticia/crianca-de-oito-anos-morre-por-insuficiencia-respiratoria-apos-estupro.ghtml